quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Desafio realmente desafiante 2014 {1}

"A culpa é das estrelas", de John  Green.

Conheci o Desafio realmente desfiante através do blog da Cici. Tenho vários livros na estante para ler - e quero um motivo para ter metas para lê-los, hahaha - então achei interessante participar. 

Na lista há 16 itens como sugestão e é preciso cumprir pelo menos 12 deles até o final do ano. Depois é só fazer uma resenha e postar para que os outros participantes possam conferir. Quem quiser acessar o blog Silêncio que eu tô lendo, com as regras, clica aqui.



O primeiro livro lido é o tão comentado ultimamente "A culpa é das estrelas", de John Green, que inclusive virou filme, e estou postando a resenha que disponibilizei no meu mural do Skoob.


Gostei do livro, embora não de maneira tão empolgante como ouvi falar. Ele é surpreendente por seu ponto de vista nada convencional. Sem vitimizar o câncer, Hazel busca na razão o respaldo para viver a vida da melhor maneira que lhe é possível, sem dramas.

Augustus é de uma personalidade ímpar e encantadora. Eles se conhecem numa reunião para portadores da doença, onde ele está acompanhando um amigo.

Há vários trechos surpreendentes e isso é mesmo genial.

Aprendi que a vida pode nos trazer surpresas, nem sempre agradáveis, e que a linha entre a vida e a morte pode ser subvertida a qualquer momento, por isso é tão importante vivê-la sempre como se fosse o último dia.
E que o amor sempre vale a pena.


Com a leitura desse livro, que terminei dia 26/01/2014, cumpro o item 15, a leitura de um livro...

15. Com um casal que não tenha um final feliz.

Mas quero deixar claro que isso depende muito do ponto de vista, ou seja, não tem um final feliz convencional, do tipo "viveram felizes para sempre", mas houve felicidade enquanto foi possível, e isso é o que de fato, importa.

O que eu mais gostei no livro: O jeito como Augustus chamava Hazel, sempre por seu nome composto "Hazel Grace", não sei por quê, me derretia quando lia, hahaha.

O que não gostei: por ter acompanhado uma tia com câncer algumas partes me despertaram lembranças dolorosas, mas faz parte.

E aí, quer participar?



6 comentários:

  1. Eu amei esse livro, estou doida pra ver o filme!
    Beijos

    http://bluebellbee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Interessante...vou pesquisar mais a respeito...(este ano tô numa mania de desafios, menina... aff...rsrs
    Bju:!

    ResponderExcluir
  3. No ano pasado tb participei desse desafio e esse ano vou ver se consigo participar novamente.
    Amei esse livro, tanto que estou lendo outro desse autor: Cidades de Papel - tô gostando.

    Abração e boas leituras.

    ResponderExcluir
  4. Nunca li e não teno muita vontade apesar de a história ser mesmo interessante, sei que vou chorar rios de lágrimas e no momento não tô podendo kkkkkk, me emociono muito lendo, parece que são meus conhecidos, amigos, por aí.... Tb perdi um tio de câncer e isso ainda mexe muito comigo, sinto muita falta. Realmente o final pode não ser convencional... mas tem que ser eterno enquanto durar, felicidade sempre pode ser lembrada. Tb ia achar muito fofo chamar a pessoa pelo nome composto, acho um charme srsrs
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Este livro está na minha fila de leituras, e sempre acabo passando outros na frente pq sei que vou chorar... hahaha!!
    Adorei a sua participação!
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
  6. Oiii!

    Ahhh, boa escolha!
    Eu amei esse livro, fiquei muito emocionada com a história de amor dele.
    =)

    Boa sorte com o desafio!
    =)

    Beijos
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir

Se encontrou um pingo, não deixe de me contar! :)